CIDADES 14/01/2018 11:35

Morador registra nuvem em forma de tornado dentro de fazenda

Nuvem em forma de tornado foi registrada em fazenda (Foto: Luciano Aparecido)

Um morador de Águas de Santa Bárbara (SP) ficou apreensivo ao registrar uma nuvem em forma de tornado em uma fazenda na área rural da cidade nesta sexta-feira (12).

De acordo com Luciano Aparecido, ele estava trabalhando quando viu o fenômeno.

“Eu e um colega de trabalho estávamos no trator quando começou uma ventania. Quando olhamos para trás vimos o 'tornado' se formando. Foi muito rápido, só deu tempo de tirar algumas fotos e ele já sumiu”, contou ao G1.

Ainda segundo Luciano, apesar do susto, o fenômeno não causou nenhum impacto e não foi necessário chamar equipes de socorro. Segundo o Corpo de Bombeiros, nenhuma ocorrência foi registrada.

“No que eu virei eu levei um susto, mas foi muito rápido. Não deixou nenhum estrago. No local que aconteceu também não tem casas por perto, então não causou nenhum dano”, afirma.

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas da Unesp de Bauru (Ipmet) avaliou as imagens de Luciano e disse ao G1 neste sábado (13) que parece ser o início de um tornado, porém, precisaria avaliar algumas características como a velocidade do vento e o rastro de destruição para confirmar o fenômeno.

Ainda de acordo com o Ipmet, esse tipo de fenômeno meteorológico se manifesta como uma coluna de ar que gira em forma violenta e potencialmente perigosa se estiver em contato com a superfície da terra.

O órgão de pesquisas explicou que geralmente possui um formato cônico que lembra um funil, cuja extremidade mais fina toca o solo e que normalmente está rodeado por uma nuvem de pó e outras partículas.

O instituto informou também que a velocidade do vento pode variar de 65 a 180 quilômetros por hora, mede aproximadamente 75 metros e pode percorrer vários quilômetros até desaparecer, deixando um rastro de destruição.

 

Curta a pagina do Agência14News no Facebook e fique por dentro das notícias de Botucatu e região: https://www.facebook.com/agencia14news/


(Do G1 Itapetininga)